Gabi Nonemacher | Ensaio Feminino

A Gabi me procurou pro ensaio de 15 anos dela. Nos conhecemos e foi mágico, eu estava diante de uma pessoa que tinha total controle do amor, ela sabe quem merece esse sentimento e a dose certa pra cada um, tive a honra de ser amada por ela {de lá pra cá, até hoje}. Nosso sentimento se dá em um silêncio enorme, poucas palavras, mas muito contato visual, quem a conhece bem sabe que é assim. Eu te acompanho Gabi, nas rede sociais, na vida, em tudo, e principalmente no olhar, e eu sei tudo o que te faz amar, mas sei mais ainda do que você sente ai dentro, coisas que eu sinto também, que uma grande maioria de mulheres {inclusive as mais fortes} sentem, que é essa dificuldade de se encontrar, de se amar, de se sentir bem com a pessoa que é. Eu sou consideravelmente jovem sabe Gabi, eu tenho 21 anos, mas eu já tive os teus 15 anos, e diferente daquela tia querida que tenta ajudar falando da sua vivência passada, eu digo a minha atual: É assim, até tu permitir que seja!

Sim Gabi, com 21 anos eu tenho dificuldade de me amar {uma coisa que pras outras pessoas pode ser tão simples ou automático, mas que pra nós é confuso e assustador}, e as vezes eu repenso os meus conceitos de "vender auto-estima" que é a minha busca no trabalho. Eu também sinto que as vezes não sou importante pra nada, ou que faço o mal pras pessoas com uma energia pesada, eu sinto dor na minha alma, essa dor que talvez muitas vezes tu julga "que ninguém entende". Mas sabe Gabi, este ensaio começa no objetivo {que é algo lindo pro teu portfólio como modelo} e felizmente ele depois se perde {desculpinhas haha} porque eu não consigo te fazer encenar um editorial de moda e ver nos teus olhos que tu está achando que isso pode não rolar, ou que não esteja sendo boa o suficiente, eu preciso te mostrar quem tu é. 

Quero que ao ver esse ensaio tu perceba 2 coisas: A primeira é que sim, é difícil se amar, mas olha pra ti, e tenta entender o que tu é, nesse ponto de vista de alguém que te admira, e que te acha linda, e que vê a tua felicidade entre nossos novos amigos Dogs que achamos, olha o teu sorriso, ele é largo e sincero, o teu cabelo tem cachos indecisos que caem no rosto, e o teu olhar, ele erradia a mesma luz que aquele Sol lá atrás, se olha ai nessa tela como tu é, sem retoques ou mutações digitais, Gabi, tenta ver o quanto tu é linda assim, exatamente assim, que não precisa mudar nada, que o teu sorriso fala mais alto que qualquer dobrinha do teu corpo que tu considera ruim, não permita que o teu sentimento de negação e essa busca por algo "ideal" te machuquem, lembra, só existe até que tu permita!

E a segunda coisa que eu quero que tu perceba, é que não está sozinha nessa jornada, talvez tu não tenha ideia, mas te ver feliz é um exemplo pra mim, e tu precisa perceber a tua importância, pra mim, pra Marcia tua mãe, pro teu Pai, pras tuas irmãs, a família, os amigos... E ela não é só de permanência ou existência, ela é real, quando eu te digo que repenso os meus conceitos de "vender auto-estima", é porque muitas vezes eu me sinto mal por vender algo que eu não pratico, mas por outro lado eu entendo o porquê isso é importante, porque além de -talvez- te ajudar e ajudar outras pessoas, isso me ajuda constantemente a entender o que fazer comigo mesma, eu sou uma pessoa realista demais, e ver tudo isso é ter uma prova do que eu preciso fazer pra me ajudar, é uma forma de tornar físico algo completamente abstrato. Eu vendo auto-estima pra todos mas principalmente pra mim, tu e as meninas não fazem ideia do bem que vocês fazem.

Como eu disse Gabi, o objetivo se perdeu, talvez eu não tenha alcançado a tua expectativa de um bom editorial de moda, mas tenho a certeza que o outro{novo} objetivo foi alcançado, pois se mexeu comigo, com certeza vai fazer o mesmo contigo.

Aqui está um pouco deste dia ♥


Ficha Técnica:

Vestido Looper Costuras

Florianópolis - SC